Núcleo de Geotecnologias da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Newsletter Inscreva-se e receba nosso informativo semanal em seu e-mail:
Respeitamos sua privacidade! Nunca enviamos SPAM.

Cidade equipa urubus com receptores GPS e câmeras para identificar lixões clandestinos

151224103354_urubu2_640x360_gallinazoavisa_nocredit

"Durante gerações, temos defendido o homem desses inimigos, armados com nossos sentidos e um estômago capaz de destruir as mais poderosas bactérias, mas o lixo está nos derrotando, a poluição tomou o ar, infectou a água, adoeceu a terra."

Quem "diz" a frase é um urubu em um vídeo da campanha "Gallinazo Avisa", criada para detectar focos de lixo em Lima, no Peru, e chamar atenção das pessoas que o produzem. Os urubus-de-cabeça-preta que participam da campanha voam pela capital peruana equipados com receptores GPS e estão sendo treinados para levar câmeras GoPro para registrar os lixões em que se alimentam.

Essa ideia nasceu a partir de um projeto de pesquisa do Departamento de aves da Universidad Nacional Mayor de San Marcos, de Lima, sobre a vida dos urubus, que está sendo feito desde julho. Os cientistas reuniram dez urubus para a campanha. Alguns eram animais resgatados e outros foram capturados em suas colônias, atraídos por carniça.

Eles passaram por exames médicos rigorosos, receberam os equipamentos GPS e foram liberados. Alguns estão sendo treinados para usar as câmeras GoPro e desde então, voam por toda a cidade de Lima, pois com suas asas largas conseguem voar por até quatro horas seguidas para encontrar comida, como restos de alimentos e animais mortos e, com isso identificar lixões clandestinos e locais irregulares de despejo de lixo.

Fonte: BBC Brasil

Tags: #Curiosidade, #GNSS, #Meio Ambiente, #Pesquisa

VER MAIS NOTÍCIAS
X
Quer receber
nossos informativos
sobre Geotecnologias?
>> Clique aqui <<

notícias em destaque

MAIS NOTÍCIAS